Tags

, ,

Por Melissa Carísio

O TCC tira todo mundo do sério, não adianta! Por mais que você e o seu orientador sejam próximos um do outro, muita coisa pode abalar esse relacionamento. 😦 E se você (ainda) pretende salvá-lo, aqui vão sete dicas:

Imagem retirada de um banco de imagens.

1) Respeite os prazos
Tenha sempre isso em mente: RESPEITE OS PRAZOS! Se você combinou algo, cumpra. O seu orientador vai fazer de tudo para poder te ajudar, desde que você se ajude também. Faça planilhas, gráficos, tabelas ou qualquer outra coisa que seja, desde que te ajude a lembrar de datas específicas. Não perca tempo! 🙂

2) Escute as dicas dele
O seu orientador já passou por tudo isso antes de você e entende perfeitamente o que você está vivendo. O trabalho é seu, mas não pense exclusivamente com a sua cabeça. Ouça as ideias e dicas dele. Ele sabe o que faz.

3) Pesquise
O próprio nome já diz: o-r-i-e-n-t-a-d-o-r. Ele não vai escrever nada pra você, apenas corrigir e apontar os caminhos que você deve percorrer. Pesquise e leia bastante. Tenha interesse, afinal, o trabalho é seu e não dele.

4) Produza
Leia, leia, leia, leia e leia. Quando achar que já leu o suficiente, leia mais ainda. E depois escreva. Como você espera ter orientação se não mostrar nada para ele corrigir?

5) Tenha paciência
Escrever um TCC não é impossível e todo mundo passa por isso. Seu trabalho não nasce de um dia para o outro. Requer paciência e esforço diários.

6) Ajude seu orientador
Se você acha a sua vida corrida, imagine a dele. Provavelmente você não é o único orientando dele, fora as aulas e outras coisas que ele tem pra fazer. Lembre-o de datas, cobre-o respostas, mande e-mails, WhatsApp, cartas, sinal de fumaça, o que for. Ele não tem a obrigação de lembrar as coisas por você.

7) Não seja chato
Cobre sim, mas tenha limites. Chamar seu professor no Facebook num domingo as onze da noite ninguém merece, né?

Anúncios